0800-727-8800
47 3531-8200
47 99600-9009
47 99987-6069
SEG. A SEXTA, DAS 8H ÀS 12H E DAS 13H30 ÀS 18H
SEJA NOSSO REPRESENTANTE CANAL DO CONSORCIADO
Vale a pena contratar consórcios para adquirir bens ou serviços?
02/08/2019

Vale a pena contratar consórcios para adquirir bens ou serviços?

Viagens, cirurgias plásticas, festas de formatura e de casamento, faculdade, cursos técnicos e de idiomas. Cresce no Brasil os grupos de consórcios de bens e de serviços. A modalidade de financiamento permite que as pessoas realizem os seus sonhos, mesmo sem ter dinheiro para pagar à vista. A opção de crédito pode ser interessante desde que o consumidor planeje e tenha disciplina.

Como funciona – O sistema de consórcio é a reunião de pessoas (físicas ou jurídicas) com o objetivo de adquirir um bem ou serviço por meio do autofinanciamento. A adesão poderá acontecer através de um grupo já formado, pela cota de reposição quando há exclusão, e via cota de transferência quando há desistência de participante. Continua após Publicidade

Sorteio e lance – Após ingressar em um grupo de consórcio, o consumidor deve pagar cotas mensais, em um prazo determinado. Todo mês, é realizada uma assembleia, onde é sorteada uma cota que pertence a um consorciado. O participante também pode oferecer um lance e torcer para ser o vencedor.

Prazos e contribuições – A Proteste – Associação Brasileira do Consumidor – lista alguns cuidados com o consórcio. Para começar,  faça uma simulação para avaliar se as parcelas mensais caberão no bolso. Em seguida, é preciso definir o prazo, ou seja, quantas contribuições serão necessárias para quitar a carta de crédito. Outra dica: pesquise a taxa de administração para obter o menor valor do mercado.

Olho no contrato – O contrato deverá ter uma redação clara, objetiva e adequada. Se tiver alguma dúvida não assine antes de esclarecê-las. Exija da empresa administradora do consórcio uma cópia assinada do contrato, os recibos e os comprovantes relativos às operações do grupo.

Grupos ativos – Segundo as estatísticas da Associação Brasileira das Empresas Administradoras de Consórcios (Abac), existem mais de 7 milhões de participantes de grupos de consórcios ativos no Brasil. Entre janeiro e abril deste ano foram comercializadas 921.500 cotas das diversas modalidades. 

Voltar